Home Sobre a AO Profissionais de Saúde Membros ACCESO MIEMBROS


Encontre um
Dentsta



Ir para a Sessão

» Causas Comuns de Perda Dentária
» Substituição de Dentes Perdidos
» Substituição de um Único Dente
» Substituição de Múltiplos Dentes
» Substituição de Todos os Dentes
» Pinos ou munhões e Pilares de Fixação
» Procedimentos Complementares
» Vantagens dos Implantes Dentários
   
» Introdução aos Implantes Dentários
   
   
 

em Inglês







 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Causas Comuns de Perda Dentária


Se você perdeu um ou mais dentes, os implantes dentários são uma excelente opção de tratamento.

A perda dentária pode ocorrer em decorrência de uma variedade de razões – ausência congênita, trauma, doença dental (como, por exemplo, periodontite) assim como falha mecânica.

Ausência Congênita ou Agenesia

Não é rara a ausência de um ou mais dentes. Geralmente, o dente de leite está presente, mas não existe um sucessor (dente permanente) para substituí-lo. Isso se torna aparente quando o dente de leite cai (geralmente na adolescência). Às vezes, o dente de leite permanece no lugar e funciona até que falhe devido à perda do suporte da raiz ou outra doença dentária. Quando isso ocorre, o dente precisa ser removido.

Antes de se colocar um implante no lugar do dente congenitamente ausente, é importante que o seu dentista verifique se não existe um broto do dente (uma estrutura semelhante a um cisto) na

mandíbula. Os dentes ausentes mais comuns são os maxilares (da mandíbula superior), incisores laterais e os pré-molares.

Trauma

O trauma pode causar perda dentária de várias maneiras. Os dentes podem ser arrancados por causa do trauma, como, por exemplo, uma criança que cai de cara da bicicleta. Geralmente um trauma pode afetar os dentes de uma maneira que não se manifesta até meses ou anos depois. A fratura da raiz pode não ser evidente até algum tempo depois, quando a infecção se desenvolve. Às vezes, após os dentes sofrerem o trauma, eles podem ser tratados e dar a impressão de estarem bem até muitos anos mais tarde, quando a reabsorção óssea torna-se aparente. Isso ocorre quando o corpo se revolta contra si mesmo e faz com que as células ataquem a superfície da raiz, permitindo que o osso se deforme em virtude do defeito criado.

Traumas mais perniciosos também podem afetar a dentição. Defeitos da mandíbula e dos dentes podem ocorrer devido a um trauma, por exemplo, como resultado de uma cirurgia para a retirada de um tumor bucal e/ou da mandíbula, ou secundário a um trauma externo, como um acidente de carro, outros tipos de traumas agressivos ou ferimentos causados por armas de fogo. Esses tipos de traumas podem causar uma perda significante do volume do osso da mandíbula, e podem requerer outros tipos de cirurgia para reconstruir a anatomia da mandíbula e substituir os dentes naturais por dentes protéticos.

Doenças Dentais

A causa mais comum de perda dentária é a doença da gengiva ou periodontite, uma infecção da gengiva e das estruturas de suporte dos dentes que causa a perda óssea. Essa doença pode progredir de maneira a causar a perda de todos os dentes ou danificá-los de uma forma que não será possível repará-los, e os dentes terão que ser extraídos. Cáries também podem progredir a ponto dos dentes perderem a possibilidade de restauração de suas funções normais. As cáries também podem causar uma infecção significativa no osso ao redor da raiz, o que leva à extração obrigatória do dente. Isso também pode ocorrer como resultado do hábito de ranger ou apertar os dentes ao dormir (bruxismo), ou por falhas mecânicas relacionadas à falta de suporte suficiente para os outros dentes, o que causa um estresse extremo aos dentes restantes.